Controle alternativo de Colletotrichum musae com extrato de mil folhas Alternative control of Colletotrichum musae with extract of yarrow

Yasmim Freitas Figueiredo, Luciana Schulthais Altoé, Lucas Caetano Gonçalves, Gabriel Afonso Alvarez Rodriguez, Marcelo Barreto da Silva

DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2446-4775.20170025

Resumo


Extratos de planta de mil folhas (Achillea millefolium L.), podem auxiliar no controle de doenças de pós-colheita da banana (Musa sp.), como a antracnose (Colletotrichum musae B. & M.A.C.). O objetivo deste trabalho foi avaliar a inibição de crescimento do fungo por frações dos extratos de distintas partes da planta em diferentes meses de colheita. O material colhido foi separado, secado e triturado, realizando-se a extração etanólica pela técnica de maceração. Após a obtenção do extrato, este foi seco, dissolvido em Dimetilsulfóxido e vertido em meio BDA fundente. Os tratamentos foram feitos em triplicata, sendo avaliado o crescimento radial do fungo após 5 dias em BOD (25°C). Ocorreu a redução de crescimento do fungo, quando comparadas com a testemunha, obtendo os melhores resultados nas frações mais polares e, as partes mais ativas foram as flores. A constância da atividade, observada nas diferentes partes da planta, é um indicativo do potencial do extrato da planta no controle da antracnose da banana.


Palavras-chave


Controle alternativo. Inibição micelial. Pós-colheita. Banana

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Bezerra-Silva GCD, Vendramim JD, Silva MA, Dias CTS. Efeito de extratos orgânicos de meliaceae sobre Bemisia tabaci (gennadius) biótipo B em tomateiro. Arq. Inst. Biol., São Paulo. jul./set., 2010; 77(3):477-485.

FAO 2015 - Food and Agriculture Organization of the United Nations. OECD-FAO PERSPECTIVAS AGRÍCOLAS 2015-2024. Disponível em: [Link]. [Acesso em, 10 ago. 2016]. E-ISBN 978-92-5-108814-2 (PDF). [CrossRef]

Franzener G, Stangarlin JR, Schwan-Estrada KRF, Cruz MES. Fungitoxic activity and resistance induction in wheat plants against Bipolaris sorokiniana by Artemisia camphorata. Acta Scientiarum-Agronomy. 2003; 25(2): 503-507.

Lichtemberg LA, Lichtemberg PSF. Avanços na bananicultura brasileira. Rev. Bras. Frutic., Jaboticabal. 2011; 33(spe1): 29-36. [Acesso em, 05 de ago. 2016]. Disponível em: [Link]. ISSN 0100-2945. [CrossRef]

MAPA 2013 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. Projeções do Agronegócio: Brasil 2012/2013 a 2022/2023. Assessoria de Gestão Estratégica. Brasília: Mapa/ACS, 2013. 96p.

Negreiros RJZ, Salomão LCC, Pereira OL, Cecon PL, Siqueira DL. Controle da antracnose na pós-colheita de bananas - ‘prata’ com produtos alternativos aos agrotóxicos convencionais. Rev. Bras. Frutic. Jaboticabal. 2013; 35(1): 51-58. ISSN 0100-2945. [CrossRef]

Peres RL, Moraes SCS, Carvalho CA, Nascimento PC, et al. Achillea millefollium – Asteraceae: estudo fitoquímico, espectrofotométrico e da atividade antifúngica (Colletotrichum musae). Rev. Eletr. Far., Goiânia. 2009; 6(3): 81-93. ISSN: 1808-0804. [CrossRef]

SEAB 2015 - Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento – SEAB. Fruticultura: Maio de 2015. Disponível em: [Link]. [Acesso em, 18 ago. 2016].

Silva MB, Nicoli A, Costa ASV, Brasileiro BG, et al. Ação antimicrobiana de extratos de plantas medicinais sobre espécies fitopatogênicas de fungos do gênero Colletotrichum. Rev. Bras. Plan. Medic. Botucatu. 2008; 10(3): 57-60. ISSN: 1983-084X. [Link].

Silva MB, Silva CA, Viana LAS, Brasileiro BG, Jamal CM. Potential use of Plectrantus barbatus ethanolic extract to control phytopathogenic fungi. Rev. Bras. Plan. Medic. Botucatu. 2006; 8(nº esp.): 78-79. ISSN: 1983-084X. [Link]

Silva JL, Teixeira RNV, Santos DIP, Pessoa JO. Atividade antifúngica de extratos vegetais sobre o crescimento in vitro de fitopatógenos. Revista Verde, Mossoró. 2012; 7(1): 80 – 86. ISSN: 1981-8203.

Silveira D, Jamal CM. Caderno Didático Aula + (Química Orgânica Experimental). Governador Valadares: Editora UNIVALE, 2002.

Souza TM, Santos LE, Moreira RRD, Rangel VLBI. Avaliação da atividade fotoprotetora de Achillea millefolium L. (Asteraceae). Rev. Bras. Farmacogn. João Pessoa. 2015; 15(1): 36-38 Disponível em: [Link]. [Acesso em, 20 jul. 2016]. ISSN: 1981-528X. [CrossRef]

Tatagiba JS, Liberato JR, Zambolim L, Ventura JA, Costa H. Controle e condições climáticas favoráveis à antracnose (Colletotrichum gloeosporioides) do mamoeiro. Fitopatol. Bras. 2002; 27: 186-192. ISSN 1678-4677. [CrossRef]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.