Editorial V11N01

Rosane Abreu, José Luiz Mazzei, Yolanda Arruda

Resumo


Na publicação do volume 11, número 1 de 2017, a Revista Fitos Eletrônica (RFE) inicia sua nova fase redimensionando o escopo e adequando a Equipe Editorial às novas áreas do conhecimento aceitas pela revista. Para o escopo, definiu-se que o periódico publicará artigos científicos e tecnológicos pertinentes às diferentes e complexas etapas da pesquisa, desenvolvimento e inovação em medicamentos da diversidade vegetal, reafirmando seu caráter interdisciplinar. Como integrante do Portal de Periódicos da Fiocruz, a RFE tem o compromisso de cumprir seu papel na socialização e disseminação do conhecimento. Assim, diferencia-se de outras publicações, principalmente aquelas sobre plantas medicinais, com submissão, publicação e distribuição gratuitas, se constituindo em periódico de Acesso Aberto. 

Os manuscritos publicados na Revista Fitos, em sua maioria, têm citações do PubMed, Science Direct (Elsevier), Research Gate, Wiley, Google Acadêmico e demais bases nacionais e internacionais. Nas referências são informados ISSN de periódicos e ISBN de livros, a identificação DOI (CrossRef com hiperlink), em todas as publicações 

cadastradas. Aos manuscritos publicados, também é atribuída a identificação DOI. A RFE está indexada no Sistema de Informação Latindex e, adequando-se às exigências da Lilacs/BIREME, integra a Biblioteca Virtual em Saúde – BVS e o Portal de Periódicos da Fiocruz.

Com a cooperação de toda a Equipe Editorial foram realizados estudos identificando-se lacunas nas publicações científicas que contemplam algumas áreas entre a pesquisa básica e a produção, relacionadas ao desenvolvimento de medicamentos a partir da diversidade vegetal. Dessa forma, além das áreas que já recebem manuscritos na revista: Agroecologia, Botânica, Etnobotânica, Farmacologia e Química, novas áreas de conhecimento foram inseridas, a saber: Ciências Farmacêuticas (que inclui Farmácia, Farmacotecnia, Análise e Controle de Medicamentos e afins), Educação e Conhecimento, Etnociências (Etnobotânica e Etnofarmacologia), Engenharia de Medicamentos e Produtos Naturais, Política e Gestão (que inclui Políticas Públicas, Política e Planejamento Governamental, Crescimento Econômico e Saúde Pública) e Toxicologia.

Na busca de estender à internacionalização e indexação do periódico, os manuscritos serão aceitos em três idiomas (português, inglês e espanhol) e as normas de submissão foram adequadas, com a mudança da ANBT para Vancouver, conforme as instruções aos autores, já publicadas no site da RFE, devendo ser usadas a partir do próximo número. Assim, são atendidas também as exigências para indexação na Lilacs.

Tais mudanças exigiram a reorganização da equipe editorial, para integrar as novas áreas, melhorar a qualidade, aumentar o fator de impacto, ampliar as métricas, gerenciar o fluxo das citações, dinamizar o trabalho de divulgação, ter aproximação com as pós-graduações das universidades e compor uma Equipe Editorial disposta a aceitar a dinâmica e os desafios atuais com os recursos tecnológicos favoráveis. Esses objetivos visam atender metas de médio e longo prazos à internacionalização e à profissionalização, atualmente exigíveis para publicação das revistas científicas e tecnológicas. Certamente, essas adaptações são necessárias dentro do cotidiano da editoração e visa a ampliar a visibilidade do periódico e, principalmente, estimular os pesquisadores em selecionar a RFE como veículo que impactará a divulgação e a valorização de seu trabalho de pesquisa.

Legitimamente institucionalizada, a RFE é o principal veículo de comunicação científica do Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde - NGBS de Farmanguinhos/Fiocruz, cuja missão é promover a inovação em medicamentos da biodiversidade, através de uma rede de inovação – REDESFITO, organizada a partir dos Arranjos Ecoprodutivos 

Locais (AEPLs), identificados nos principais biomas brasileiros. Considerando que, a inovação é um processo dinâmico, social e aberto, o NGBS estimula a produção científica de manuscritos pautados no paradigma da Ciência e da Inovação Abertas.
Este número 1 do volume 11 da Revista Fitos Eletrônica apresenta oito artigos, sendo seis originais, das áreas: um de Farmacologia, três de Botânica e dois de Etnobotânica; e de revisão, sendo: dois da área de Farmacologia.

Dos artigos originais:

“Análise fitoquímica e das atividades citotóxica, antioxidante, e antibacteriana das flores de Tabebuia serratifolia (Vahl) Nicholson”; O objetivo dessa pesquisa foi realizar a análise fitoquímica e avaliar as atividades antioxidante, citotóxica e antimicrobiana das flores de Tabebuia serratifolia.

“Análise quimiométrica usando RMN de 13C como ferramenta para diferenciar duas espécies de Maytenus”; O presente estudo investiga as diferenças químicas entre robusta Maytenus gonoclada e Maytenus robusta usando análise quimiométrica.
“Anatomia foliar de Varronia curassavica Jaqc (Cordiaceae)”; Objetivou-se nessa pesquisa descrever a morfoanatomia de V. curassavica, buscando características úteis para sua identificação.

“Determinação do protocolo de assepsia para reprodução in vitro de Euterpe precatoria MART”; O objetivo dessa pesquisa foi avaliar protocolos de desinfecção para reprodução in vitro de embriões e explantes foliares de E. precatoria em meios Murashige e Skoog (1962), e meio comercial para Orquídeas B&G Flores – Nutrição vegetal, a fim de baratear a produção.

“Estudo Etnobotânico em Comunidade Quilombola Salamina/Putumujú em Maragogipe, Bahia”; Este estudo tem como objetivos resgatar e documentar os conhecimentos tradicionais relativos às plantas de uso medicinal utilizadas pela comunidade quilombola Salamina/Putumujú, Maragogipe, Bahia.

“Etnobotânica de plantas medicinais utilizadas no distrito de Vista Alegre, Claro dos Poções – Minas Gerais”; O objetivo dessa pesquisa com entrevistas foi apresentar um estudo etnobotânico do uso de plantas medicinais realizado em Vista Alegre, distrito de Claro dos Poções - MG, no período de Novembro/2009 a Maio/2010.

Dos artigos de revisão:

“Hepatotoxicidade relacionada ao uso de suplementos herbais e dietéticos (HDS)”; O objetivo principal desta revisão bibliográfica foi discorrer sobre a relação entre o uso dos HDS e a hepatotoxicidade, correlacionando a existência de casos clínicos descritos ou relatados na literatura.

“Purified bioactive compounds from Mentha spp. oils as a source of Candidosis treatment. A brief review”; esta revisão teve como objetivo abordar estudos sobre a atividade antimicrobiana destes compostos, especialmente contra leveduras do gênero Candida, cruciais para o desenvolvimento de novas drogas alternativas e/ou agentes antifúngicos.

Assim, em nome da Equipe Editorial da RFE, agradecemos a brilhante colaboração dos pesquisadores que exerceram as atividades editoriais no triênio 2014-2016. Enfatizamos que a sua atuação na editoria nos ajudou a desenvolver a revista, levando-a à melhoria na avaliação como apurado tanto na indexação no Latindex, quanto na melhoria de qualificação Qualis/CAPES, em áreas como a interdisciplinar. Vimos também saudar os editores novos que aceitaram convite em exercer essa nobre tarefa e, ainda, agradecer aos que aceitaram continuar na Equipe Editorial, sem receio do desafio em harmonizar-se à nova proposta do periódico.

Na oportunidade, convidamos os pesquisadores que atuam nas áreas afins ao desenvolvimento de medicamentos da diversidade vegetal, a consultar na página web da Revista Fitos Eletrônica, os artigos publicados, e considerar este periódico como veículo para a difusão e divulgação de seu trabalho científico e tecnológico.

Esperamos deixar a mensagem de que estamos preparados, e contamos com uma grandiosa equipe para os esforços e a dinâmica em divulgar os trabalhos publicados.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.