Produtividade vegetal: aplicações práticas de conceitos de ecologia de ecossistemas

Adicionado por Eugênio Telles

A ecologia de ecossistemas é um ramo da ecologia que investiga a ciclagem de nutrientes da matéria e da energia associada através dos ecossistemas. Em ecossistemas florestais, diferentes metodologias são utilizadas para quantificar a produtividade primária líquida. A produtividade primária líquida compreende a diferença entre os processos ecológicos de produtividade primária bruta (fotossíntese) e a respiração (autotrófica e heterotrófica). Os parâmetros de produtividade são considerados importantes indicadores de serviços ecossistêmicos e podem ser utilizados para avaliar fatores como integridade ambiental e os efeitos de modificações no uso e cobertura da terra. Este trabalho teve como objetivo aplicar os conhecimentos teóricos da disciplina de Ecologia de Ecossistemas do Mestrado em Ecologia da URI Erechim em um trabalho de campo, a fim de contextualizar os conceitos ecológicos de produtividade utilizando diferentes metodologias em duas coberturas de solo distintas. O estudo foi desenvolvido no Campus II da Universidade Regional Integrada e das Missões – URI Erechim, norte do Rio Grande do Sul, entre as coordenadas (27º36’30’’S a 52º14’6.5’’W) e (27º36’57.1’’a 52º13’30’’W) (Figura 1). Para esse estudo foram selecionadas áreas de silvicultura, que correspondem ao plantio de Pinus elliottii e de vegetação arbórea nativa em estágio avançado com a presença de Araucaria angustifolia. Nas áreas de estudo foram realizadas coletas de solo para avaliação do teor de matéria orgânica, de serapilheira acumulada na superfície do solo e determinação do PAP (perímetro à altura do peito, em cm) e altura (em m) de 20 indivíduos arbóreos para quantificação da biomassa arbórea. Os parâmetros avaliados não apresentaram diferença entre as áreas de plantio de Pinus elliottii e de vegetação arbórea nativa. O estudo das diferenças na produtividade e a capacidade de estoque de carbono de plantações florestais e florestas nativas é extremamente importante para compreender a função dos plantios florestais de curta rotação e de florestas nativas na manutenção de diversos serviços ecossistêmicos. Apesar da ausência de diferença nos parâmetros avaliados é importante salientar que a diversidade biológica deve ser considerada como um importante elemento de integridade ambiental. Este trabalho se configura como uma abordagem didática na aplicação de conhecimentos teóricos de ecologia de ecossistemas utilizando como ferramenta metodológica a quantificação de diferentes parâmetros de produtividade vegetal.

Publicado em: Anais SAUMA
Autores: Alex Vizotto, Janice Cominetti, Leandro Ferrari, Mayara Breda, et al
Artigo(s) da Fitos citado(s):
Palavras-chave