Fitoterápicos mais comercializados em farmácias homeopáticas de João Pessoa - PB na pandemia Covid-19

Costa DA;
OrcID
Barbosa SA;
OrcID
Souza AMS;
OrcID
Silva MGO;
OrcID
Lucena HFS;
OrcID
Figueredo CA;
OrcID
Sousa MS
OrcID

Danielly Albuquerque da Costa

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0002-6736-4699

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba, mestrado e doutorado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos, na mesma Instituição. Atualmente é Professora Associada IV, lotada no Departamento de Fisiologia e Patologia, da Universidade Federal da Paraíba. Atualmente, atua como coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas (NEPHF/CCS/UFPB). Tem desenvolvido atividades de pesquisa e/ou extensão nas áreas de Fitoquímica e Práticas Integrativas e Complementares.

Suênia Alcântara Barbosa

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0002-0080-8785

Possui graduação (Licenciatura Plena em Biologia) pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2011). Tem experiência na área de Edafologia e Entomologia (Membracidae); Graduanda em Biomedicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Amanda Maria Santos de Souza

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0003-1197-0566

Possui ensino-medio-segundo-graupela Escola Estadual professor Francisco Ribeiro Sampaio(2017). 

Maria das Graças Oliveira Silva

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0001-9994-5538

Técnica em têxtil, formada pelo instituto federal de ciência e tecnologia do rio grande do norte. Atualmente graduanda no curso de Biomedicina pela instituição federal da paraíba. Participante do projeto Júnior achievement para jovens empreendedores com a miniempresa BagBook - SA, no cargo de diretora de produção. No decorrer de minhas experiências de trabalho no setor têxtil e de empreendimento, que me ofereceram conhecimentos sobre , liderança, gestão, produção e desenvolvimento, percebi que é necessário sempre estar bem informado e saber lidar com o inesperado, sempre irão surgir novas questões a serem tratadas e tais devem ser resolvidas com a maior destreza possível. É importante manter uma orientação, apresentando sempre um histórico de liderança de equipes de alto desempenho, voltadas a atingir ou superar metas, manter-se dedicado e esforçado, com determinação em entregar excelência aos clientes e colaboradores.

Hellane Fabrícia Sousa de Lucena

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0003-4280-515X

Possui graduação em Farmácia Industrial pela Universidade Federal da Paraíba (2011), graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (2009) e mestrado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos pela Universidade Federal da Paraíba (CCS/UFPB) (2012), com área de concentração Farmacoquímica. Doutorado em andamento pelo do Programa de Pós-Graduação em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos pela Universidade Federal da Paraíba (CCS/UFPB) - Farmacoquímica.

Climério Avelino de Figueredo

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0002-8524-472X

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (1989), graduação em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba (1991), graduação em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (1984), mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1997) e doutorado em Doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2013). Atualmente é professor Associado I da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase nas Práticas Integrativas e Complementares, em especial na Fitoterapia, atuando principalmente nos seguintes temas: fitoterapia, plantas medicinais, homeopatia, tratamento e extensão universitária. É vice coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas (NEPHF- UFPB).

Maria do Socorro Sousa

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.

https://orcid.org/0000-0002-2163-6265

Possui graduação em Medicina, mestrado em Ciências das Religiões/UFPB, doutorado em Ciências Sociais/UFCG e é professora associada IV pela Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Pediatria, Homeopatia e Fitoterapia. Atua principalmente nos seguintes temas: Homeopatia, Fitoterapia, Terapias complementares e Ciências das Religiões.


Palavras-chave

SARS-CoV-2
Unha de gato
Equinácea
Passiflora
Valeriana
  • Resumo

    Esse estudo objetivou identificar quais os fitoterápicos foram mais comercializados no início da pandemia no município de João Pessoa/PB. Para a coleta dos dados foi realizada uma entrevista com proprietários de farmácias homeopáticas que responderam um questionário previamente elaborado. O estudo evidenciou aumento expressivo de sete fitoterápicos simples: Óleo de Alho (Allium sativum L.), Unha de gato (Uncaria tomentosa (Wild) D.C.), Equinácea (Equinacea purpurea (L.) Moench), Mulungu (Erythrina mulungu Mart.), Valeriana (Valeriana officinalis L.), Melissa (Melissa officinalis L.) e Passiflora (Passiflora incarnata L.). Além de dois fitoterápicos compostos: Bom Sono e Fitocalmante, ambos à base de Passiflora (Passiflora incarnata L.), Mulungu (Erythrina mulungu Mart.), Valeriana (Valeriana officinalis L.) e Melissa (Melissa officinalis L.). Pôde-se perceber a influência que a pandemia teve sobre o consumo dos medicamentos fitoterápicos na cidade de João Pessoa, advindos de sintomas ocasionados tanto pela Covid-19, quanto pelas condições impostas pelo isolamento social. Os resultados apontam para o uso de fitoterápicos sob dois aspectos: 1. Com finalidade preventiva e suporte para as pessoas acometidas da Covid-19; 2. Com indicação para as consequências/sequelas da Covid-19 e/ou aqueles que já tinham sintomas mentais/emocionais que se intensificaram na pandemia.

  • Referências

    1. Maciel MAM, Pinto AC, Veiga Jr. VF, Grynberg NF, Echevarria A. Plantas medicinais: a necessidade de estudos multidisciplinares. Quim Nova. 2002; 25(3): 429–38. [https://doi.org/10.1590/S0100-40422002000300016].
    2. World Health Organization (WHO). Regulatory situation of herbal medicines: a worldwide review. appswhoint. 1998. Disponível em: [https://apps.who.int/iris/handle/10665/63801]. Acesso em: 29/11/2022.
    3. Ministério da Saúde. Portaria N° 886, de 20 de abril de 2010. Nº 08/2015. Institui a Farmácia Viva no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília, 20 abr. 2010. [https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2010/prt0886_20_04_2010.html].
    4. ONU News. Organização Mundial da Saúde declara novo coronavírus uma pandemia. 2020 [cited 2022 Nov 29]. Available from: [https://news.un.org/pt/story/2020/03/1706881].
    5. Brasil. Ministério da Saúde. Primeiro caso de Covid-19 no Brasil permanece sendo o de 26 de fevereiro. Brasília: 2020 Jul 17 [revised 2022 Nov 1; cited 2022 Nov 9]; Available from: [https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2020/julho/primeiro-caso-de-Covid-19-no-brasil-permanece-sendo-o-de-26-de-fevereiro].
    6. Governo da Paraíba. Paraíba confirma primeiro caso de coronavírus. 2020. [cited 2022 Nov 29]. Available from: [https://paraiba.pb.gov.br/noticias/paraiba-confirma-primeiro-caso-de-coronavirus].
    7. Vanaclocha B, Canigueral S. Fitoterapia: vademécum de prescripción. 4th ed. Barcelona: Masson; 2003. 1092 p.
    8. Iser BPM, Sliva I, Raymundo VT, Poleto MB, Schuelter-Trevisol F, Bobinski F. Definição de caso suspeito da COVID-19: uma revisão narrativa dos sinais e sintomas mais frequentes entre os casos confirmados. Epidemiol Serv Saúde. 2020 Jun; 29(3). Available from: [http://dx.doi.org/10.5123/s1679-49742020000300018].
    9. Rolim JA, Oliveira AR. Manejo da ansiedade no enfrentamento da Covid-19. Rev Enferm Saúde Colet. 2020; 4:64-74 [cited 2022 Nov 9]. Available from: [https://www.researchgate.net/publication/343678426_Manejo_da_Ansiedade_no_Enfrentamento_da_Covid-19_Managing_Anxiety_in_Coping_with_Covid-19].
    10. Thomas J, Barbato M, Verlinden M, Gaspar C, Moussa M, Ghorayeb J et al. Psychosocial correlates of depression and anxiety in the united arab emirates during the COVID-19 Pandemic. Front Psychiatry. 2020 Nov 10; 11. [https://doi.org/10.3389/fpsyt.2020.564172].
    11. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Instrução Normativa N° 4, de 18 de junho de 2014 [Internet]. Jun 18, 2014. Available from: [https://www.gov.br/anvisa/pt-br/setorregulado/regularizacao/medicamentos/fitoterapicos-dinamizados-e-especificos/informes/fitoterapicos/in-04-2014.pdf].
    12. Czelusniak KE, Brocco A, Pereira DF, Freitas GBL. Farmacobotânica, fitoquímica e farmacologia do Guaco: revisão considerando Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schulyz Bip. ex Baker. Rev Bras Pl Medic. 2012; 14(2): 400-9. Available from: [https://doi.org/10.1590/S1516-05722012000200022].
    13. Frost R, Bhamra SK, Pendry B, Heinrich M. COVID-19 and herbal practice: a United Kingdom practitioner survey. Adv Integr Medic. 2021 Dec; 8(4): 256-60. [https://doi.org/10.1016/j.aimed.2021.09.003] [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8452456/].
    14. Mesri M, Esmaeili SSS, Godazi M, Roustaei SA, Montazer R, Koohestani HR et al. The effects of combination of Zingiber officinale and Echinacea on alleviation of clinical symptoms and hospitalization rate of suspected COVID-19 outpatients: a randomized controlled trial. J Compl Integr Medic. 2021 Mar 31; 18(4): 775-81. [cited 2022 Mar 1]. Available from: [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33787192/].
    15. Pellati F, Benvenuti S, Magro L, Melegari M, Soragni F. Analysis of phenolic compounds and radical scavenging activity of Echinacea spp. J Pharmac Biom Analysis. 2004 Apr; 35(2): 289–301. [https://doi.org/10.1016/S0731-7085(03)00645-9] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15063463/].
    16. Nicolussi S, Ardjomand-Woelkart K, Stange R, Gancitano G, Klein P, Ogal M. Echinacea as a potential force against coronavirus infections? A mini-review of randomized controlled trials in adults and children. Microorganisms. 2022 Jan 19; 10(2): 211. [https://doi.org/10.3390/microorganisms10020211].
    17. Oliveira DF, de Godoy ALR, Cavalaro V, Bella LM, Oliveira CR. Phytotherapics candidates to combat symptoms of COVID-19 and its possible mechanisms of action. BJHP [Internet]. 2020 Dec. 14; 2(4): 10-9. [cited 2022 Nov. 9]. Available from: [https://bjhp.crfmg.org.br/crfmg/article/view/108].
    18. Carvalho AC, Oliveira AAS, Siqueira LP. Plantas medicinais utilizadas no tratamento do Diabetes mellitus: uma revisão. Braz J Health Rev. 2021 Jun 11; 4(3): 12873–94. [https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-247].
    19. Wang Z, Yang L. Chinese herbal medicine: fighting SARS-CoV-2 infection on all fronts. J Ethnopharmacol. 2021 Apr; 270: 113869. [https://doi.org/10.1016/j.jep.2021.113869] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33485973/].
    20. Yepes-Perez AF, Herrera-Calderón O, Oliveros CA, Flórez-Álvarez L, Zapata-Cardona MI. The hydroalcoholic extract of Uncaria tomentosa (Cat’s Claw) inhibits the infection of severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) in vitro. Evid Based Compl Alter Medic. 2021 Feb 24; e6679761. [cited 2021 Dec 10]. Available from: [https://www.hindawi.com/journals/ecam/2021/6679761/].
    21. Ferreira AO, Polonini HC, Dijkers ECF. Postulated adjuvant therapeutic strategies for COVID-19. J Personal Medic. 2020 Aug 5; 10(3): 80. [https://doi.org/10.3390/jpm10030080].
    22. Correia TPC, Ramos ME, Silva BR, Bragança C, Cruz AU, Mendonça GS. A utilização da Passiflora incarnata L. no tratamento da ansiedade. Rev Saúde.com. 2021 Dec 30; 17(4). [https://periodicos2.uesb.br].
    23. Plushner SL. Valerian: Valeriana officinalis. Amer J Health-System Pharm. 2000; 57(4): 328–35.
    24. Pinheiro MLP. Avaliação dos efeitos da Valeriana officinalis L no controle da ansiedade em pacientes submetidos a exodontias de terceiros molares mandibulares inclusos. Piracicaba. 2004. Dissertação de Mestrado. [em odontologia] - Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Piracicaba, SP, 2004. [https://repositorio.unicamp.br].
    25. Apolinário JMSS. Farmacoterapia e utilização da Melissa officinalis na indução do sono. Rev Multidiscipl Saúde. 2021 Dec 13; 2(3): 21. [cited 2022 Jul 22]. Available from: [https://editoraime.com.br/revistas/index.php/rems/article/view/2729].
    26. Amer ME, Shamma M, Freyer AJ. The Tetracyclic Erythrina alkaloids. J Nat Prod. 1991; 54: 329-363.
    27. Cavallieri K. Estudo químico e avaliação biológica dos alcaloides presentes em Erythrina mulungu (Fabaceae). 2019. Dissertação de Mestrado [em Química] - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. [cited 2022 Nov 9]; Available from: [http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.2255].
    28. Pessolato JP, Rodrigues S de P, Souza DA, Boiati RF. Assessment of Valerian and Passiflora consumption during a pandemic COVID-19. Brazi J Health Rev. 2021; 4(2): 5589-609. [cited 2021 Jul 26]. Available from: [https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/viewFile/26397/20927].
    29. Soares GR, Vilela MSP, Quadros KAN, Silva FMR. Relação das plantas medicinais no controle da ansiedade e no processo de emagrecimento. Res Society Develop. 2022 Apr 21; 11(6): e9911628702. ISSN 2525-3409. [https://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i6.28702].
    30. Morazonni P, Bombardelli E. Valeriana officinalis: traditional used and recent evaluation of activity. Fitoterapia. 1995; 66(2): 99-112.

Como citar

1.
Costa DA da, Barbosa SA, Souza AMS de, Silva M das GO, Lucena HFS de, Figueredo CA de, Sousa M do S. Fitoterápicos mais comercializados em farmácias homeopáticas de João Pessoa - PB na pandemia Covid-19. Rev Fitos [Internet]. 20º de dezembro de 2023 [citado 21º de fevereiro de 2024];17(4):468-7. Disponível em: https://revistafitos.far.fiocruz.br/?journal=revista-fitos&page=article&op=view&path[]=1528

Autor(es)

  • Danielly Albuquerque da Costa
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0002-6736-4699
  • Suênia Alcântara Barbosa
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0002-0080-8785
  • Amanda Maria Santos de Souza
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0003-1197-0566
  • Maria das Graças Oliveira Silva
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0001-9994-5538
  • Hellane Fabrícia Sousa de Lucena
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0003-4280-515X
  • Climério Avelino de Figueredo
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0002-8524-472X
  • Maria do Socorro Sousa
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisiologia e patologia, Núcleo de Estudos e Pesquisas Homeopáticas e Fitoterápicas. Campus I. Castelo Branco, CEP 58051-970, João Pessoa, PB. Brasil.
    https://orcid.org/0000-0002-2163-6265

Métricas

  • Artigo visto 76 vez(es)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Citações


Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2023 Revista Fitos
Informe um erro