Avaliação das atividades de suscetibilidade e sinergismo com o óleo essencial de Laurus nobilis (Lauraceae) e fármacos antimicrobianos contra cepas bacterianas

Lima, W A d;
Fernandes, , L. A.

Willian Artner de Lima

Centro Universitário do Vale do Iguaçu (Uniguaçu), Laboratórios da Saúde, Rua Padre Saporiti, 717, Rio D'Areia, CEP 84600-904 União da Vitória, PR, Brasil

https://orcid.org/0000-0001-6434-2550

Possui graduação em Biomedicina pelo Centro Universitário Vale do Iguaçu(2021). Tem experiência na área de Microbiologia.

Lidiane Aparecida Fernandes

Centro Universitário do Vale do Iguaçu (Uniguaçu), Laboratórios da Saúde, Rua Padre Saporiti, 717, Rio D'Areia, CEP 84600-904 União da Vitória, PR, Brasil

https://orcid.org/0000-0003-4454-0685

Mestra em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná (UNICENTRO) - área de Desenvolvimento em Análises de Processos Fisiopatológicos e produtos naturais. Especialização em Gestão de Saúde Pública e Coletiva (2017); Graduação em Biomedicina pelo Centro Universitário Campo Real (2014), com Habilitação em Análises Clínicas e Imagem Médica. Biomédica no laboratório de Analises Clínicas Santa Mônica, de Maio de 2014 a Janeiro de 2018. Docente nos Colegiados de Biomedicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia, no Centro Universitário Vale do Iguaçú - UNIGUAÇU, em União da Vitória/Pr - docência e supervisão de estágio em análises clínicas desde Fevereiro de 2018. Membro da Equipe Multidisciplinar do Centro Universitário Vale do Iguaçu desde 04/2019. Membro do Conselho Editorial da Revista Uningá desde Julho de 2020 e revisora do Periódico Propagare, desde 2019. Avaliadora da Revista REVI e RENOVARE, desde Janeiro de 2021.


Palavras-chave

Óleo essencial
Antimicrobiano
Sinergismo
Plantas medicinais
Laurus nobilis L
Essential oil
Antimicrobial
Synergism
Medicinal plants
Laurus nobilis L

Resumo

Os estudos para o desenvolvimento de novos fármacos não acompanham o mesmo ritmo que cresce a resistência bacteriana. O uso do óleo essencial poderá auxiliar nesse processo, possui uma grande diversidade de compostos aromáticos com características antimicrobianas, podendo ser utilizados de forma sinérgica, para potencializar o efeito do fármaco. O presente trabalho justifica-se pela importância de testar in vitro os óleos essenciais, frente às cepas bacterianas Staphylococcus aureus ATCC 25923, Streptococcus pyogenes ATCC 19615, Pseudomonas aeruginosas ATCC 27853 e a Escherichia coli ATCC 25922, com o intuito de enaltecer a pesquisa de plantas medicinais. Os objetivos da pesquisa consistem em: avaliar a atividade antimicrobiana do óleo essencial de Laurus nobilis L. sobre cepas bacterianas; extrair o óleo essencial; comparar a eficácia do óleo essencial em relação a antibióticos convencionais; testar o efeito inibitório do óleo comercial de Louro, Laurus nobilis L., e o extraído. O teste de suscetibilidade com os óleos essenciais de forma isolada, não apresentou resultado esperado, mas o óleo comercial apresentou uma pequena vantagem contra o óleo extraído, porém o teste de sinergismo realizado com o óleo extraído e os antibióticos revelaram uma efetividade considerável para as bactérias Escherichia coli e Staphylococcus aureus.


Referências

  1. Oliveira RAG et al. Estudo da inferência de óleos essenciais sobre a atividade de alguns antibióticos usados na clínica. Rev Bras Farmacog. 2006; 16(1): 77-82. [https://doi.org/10.1590/S0102-695X2006000100014]. [Acesso em: 06 jul. 2021].
  2. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. ANVISA. Resolução RDC nº 10, de 9 de março de 2010. Disponível em: [https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2010/res0010
  3. _09_03_2010.html]. [Acesso em: 21 mar. 2021].
  4. Morais LAS, Gonçalves GG, Castanha RF, Scramin S. Caracterização fitoquimica de óleos essenciais de louro proveniente de material nacional e importado. 2010. Hort Bras. 28: S124-S1228. Disponível em: [http://www.abhorticultura.com.br/EventosX/Trabalhos/EV_4/A3050_T5110_Comp.pdf]. [Acesso em: 10 mar. 2021].
  5. Murray PR, Rosenthal, Ken S, Pfaller MA. Microbiologia médica – 8ª ed. Rio de Janeiro: Grupo Editorial Nacional. Publicado pelo Selo Editor Guanabara Koogan Ltda., 2020. 848 p. ISBN: 853528575X.
  6. Becton Dickinson and Company. Padrão de turvação preparado BBL. Ireland, p. 3. 2010. Disponível em: [https://legacy.bd.com/europe/regulatory/Assets/IFU/US/8808421(0205)_ptc.pdf]. [Acesso em: 26 ago. 2021].
  7. EMS, Ampilicilina: comprimidos. Responsável técnico Ronoel Caza de Dio. Hortolândia/SP: EMS S/A, 2014. Disponível em: [https://www.ems.com.br/arquivos/produtos/bulas/bula_ampicilina_10003_1436.pdf]. Acesso em: 10 set. 2021.
  8. Germed, Amoxicilina: Pó suspensão oral. Responsável técnico Ronoel Caza de Dio. São Bernardo do Campo, SP: Germed Farmacêutica Ltda., 2021. Disponível em: [https://docs.google.com/viewerng/viewer?
  9. url=https://cdn.remediobarato.com/pdf/b5fc5327eb8705dc31425599b796d833.pdf]. Acesso em: 08 set. 2021.
  10. EMS, Cefalexina: Comprimidos. Responsável técnico Ronoel Caza de Dio. Hortolândia/SP: EMS S/A, 2016. Disponível em: [https://www.ems.com.br/arquivos/produtos/bulas/bula_cefalexina_10203_1445.pdf]. [Acesso em: 10 set. 2021].
  11. Halexistar, Ciprofloxacino: Solução para infusão 2 mg/mL. Responsável técnico Caroline Fagundes do Amaral Lenza. Goiânia, GO: Halexistar, 2019. Disponível em: [https://www.halexistar.com.br/
  12. static/arquivos/downloads/ciprofloxacino-bula-profissional-1561816.pdf]. [Acesso em: 03 set. 2021].
  13. Prati Donaduzzi, Tetracliclina: Cápsula de 500 mg. Responsável técnico Dr. Luiz Donaduzzi. Toledo, PR: Prati Donaduzzi, 2012. Disponível em: [https://www.pratidonaduzzi.com.br/produtos/fracionaveis?
  14. task=download&file=bula_medicamento&id=477]. [Acesso em: 3 set. 2021].
  15. Fernandez CMM. Avaliação da composição química e atividades biológicas do óleo essencial de Laurus nobilis L. (Lauraceae). Cascavel. 2014. 52 f. Dissertação de Mestrado [Curso de Mestrado em Ciências Farmacêuticas] - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2014. Disponível em: [http://tede.unioeste.br/handle/tede/3826]. [Acesso em: 10 mar. 2021].
  16. Lorenzi H, Matos FJA. Plantas Medicinais no Brasil Nativas e Exóticas, 2ª ed. São Paulo: Instituto Plantarum, 2008. Disponível em: [https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/bioma_caatinga/
  17. catalogo/REC000gbpasrvf02wx5ok07shnq94etlj3h.html]. [Acesso em: 05 set. 2021].
  18. Coutinho H et al. Atividade antimicrobiana in vitro de Geraniol e Cariofileno sobre Staphylococcus aureus. Rev Cub Pl Med. 2015, 20(1): ene. ISSN 1028-4796. Disponível em: [http://revplantasmedicinales.sld.cu/index.php/pla/article/view/128]. [Acesso em: 07 mar. 2021].
  19. Rosa MSS et al. Antileishmanial Activity of a Linalool-Rich Essential Oil from Croton cajucara. Antimicrob Agents Chemother. Washington. 2003; 47(6): 1895-1901. Disponível em: [https://doi.org/10.1128/AAC.47.6.1895-1901.2003] [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC155815/] [Acesso em: 05 abr. 2021].
  20. Mochi VT. Efeito da temperatura de secagem no rendimento do óleo essencial e teor de 1,8-cineol presente nas folhas de Eucalyptus. Campinas. 2005. 91 f. Tese de Doutorado [em Engenharia Química] - Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Campinas, SP, Brasil. 2005. Disponível em: [https://bdtd.ibict.br/vufind/Record/CAMP_1bb72277a5983d441801d3ffe6c19c15]. [Acesso em: 07 ago. 2021].
  21. Sousa Neto OL. O uso do eugenol como agente antimicrobiano para a agroindústria. Pombal, 2018. 25 f. Dissertação de Mestrado Profissional [Programa de Pós-Graduação em Sistemas Agroindustriais, Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar] - Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Pombal, PB, Brasil, 2018. Disponível em: [http://dspace.sti.ufcg.edu.br
  22. :8080/jspui/handle/riufcg/2330] [Acesso em: 10 ago. 2021].
  23. Leite AM et al. Efeito inibitório de eugenol, b-pineno e a-pineno sobre o crescimento de bactérias Gram-positivas potencialmente causadoras de endocardite infecciosa. Rev Bras Cienc Farmac. 2007; 43(1): 121-126. ISSN 1516-9332. Disponível em: [https://www.scielo.br/j/rbcf/a/rcxTZB5M5gxnVyRPvxG
  24. QbhB/?lang=en] [Acesso em: 20 ago. 2021].
  25. Crispima GJB, Lacerda MCRN. Análise da ação bacteriolítica da Melaleuca alternifólia nas principais bactérias de interesse médico. Anhanguera. 2014. 10 f. Ensaios Cienc Cienc Biol Agrar Saúde. 2014; 18(2): 67-75, Faculdade Anhanguera de Brasília, DF, Brasil. Disponível em: [https://www.redalyc.org/pdf/260/26042164001.pdf]. [Acesso em: 05 set. 2021].

Downloads

Não há dados estatísticos.