Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos no Combate a Doenças Negligenciadas: uma Alternativa Viável?

Henriques, M G M O;
Siani, A C;
Pereira, J F G;
Pinheiro, , E. S.

M. G. M. O. Henriques

Instituto de Tecnologia em Fármacos, FIOCRUZ Rua Sizenando Nabuco, 100, 21041-250 Rio de Janeiro, RJ, Brasil;

A. C. Siani

Instituto de Tecnologia em Fármacos, FIOCRUZ Rua Sizenando Nabuco, 100, 21041-250 Rio de Janeiro, RJ, Brasil;

J. F. G. Pereira

Instituto de Tecnologia em Fármacos, FIOCRUZ Rua Sizenando Nabuco, 100, 21041-250 Rio de Janeiro, RJ, Brasil;

E. S. Pinheiro

Consultora da Organização Mundial da Saúde.


Palavras-chave

neglected diseases
phytopharmaceuticals
medicinal plants
doenças negligenciadas
fitoterápicos
plantas medicinais

Resumo

Atualmente, há falta de medicamentos efetivos, seguros e viáveis do ponto de vista da produção industrial, voltada para as doenças infectoparasitárias, responsáveis por uma alta mortalidade entre a população mais pobre. A indústria farmacêutica argumenta que a pesquisa e o desenvolvimento de novas drogas são muito caros, e o baixo retorno financeiro muitas vezes não compensa os riscos dos investimentos. A busca de novas drogas para estas doenças infecto-parasitárias, “não lucrativas”, denominadas Doenças Negligenciadas, exige novas estratégias para os investimentos em P&D, que passam pelo estabelecimento de novos paradigmas para as políticas públicas, num esforço em integrar ao mercado as importantes questões sociais; ao mesmo tempo em que requerem a busca incessante de alternativas viáveis aos tratamentos dessas enfermidades. Neste contexto, deve ser levada em conta, tanto a exploração de novas moléculas e alvos terapêuticos para a pesquisa de novos medicamentos como o uso das plantas medicinais e de fitoterápicos. Estes últimos podem tornar-se uma alternativa terapêutica viável, tornando a abordagem da fitoterapia uma ferramenta auxiliar para a melhora na qualidade de vida destas populações.


Referências

  1. DE SMET P.A.G.M., BONSEL G., VAN DER KUY A., HEKSTER Y.A., PRONK M.H., BRORENS M.J.A., LOCKEFEER H.M., NUIJTEN M.J.C. Introduction to the Pharmaeconomics of Herbal Medicines. Pharmaeconomics, v.18, p.1-7, 2000.
  2. GARNIER T., CROFT S.L. Topical treatment for cutaneous leishmaniasis. Current Opinion in Investigational Drugs, v.3, p.539-541, 2002.
  3. GIBBONS R.V., VAUGHN D.W. Dengue: an escalating problem. British Medical Journal, v.29, p.1563-1566, 2002.
  4. GUERIN P.J., OLLIARO P., NOSTEN F., DRUILHE P., LAXMINARAYAN R., BINZA F., KILAMA W.L., FORD N., WHITE N.J. Malaria: Current status of control, diagnosis, treatment, and a proposed agenda for research and development. The Lancet Infeccious Diseases, v.2, p.564-573, 2002a.
  5. GUERIN P.J., OLLIARO P., SUNDAR S., BOELAERT M., CROFT S.L., DESJEUX P., WASUNA M.K., BRYCESON A.D.M. Visceral leishmaniasis: current status of control, diagnosis, and treatment and a proposed agenda for research and development. The Lancet Infeccious Diseases, v.2, p.494-501, 2002b.
  6. KAYSER O., KIDERLEN A.F., LAATSCH H., CROFT S.L. In vitro leishmanicidal activity of monomeric and dimeric naphtoquinones. Acta Tropica, v.77, p.307-317, 2000.
  7. MSF - MÉDICOS SEM FRONTEIRAS, CAMPANHA DE ACESSO A MEDICAMENTOS ESSENCIAIS E GRUPO DE TRABALHO DE DROGAS PARA DOENÇAS NEGLIGENCIADAS. Desequilíbrio Fatal: A crise em Pesquisa e Desenvolvimento de Drogas para Doenças Negligenciadas. Boletim Setembro, 2001.
  8. MSF - MEDECINS SANS FRONTIERES AND DRUG FOR NEGLECTED DISEASES WORKING GROUP MEETING, BRAZIL. Superando O Desequilíbrio Fatal, Soluções para a crise de P&D de Medicamentos para Doenças Negligenciadas. Boletim Dezembro, 2002.
  9. NEWMAN D.J., CRAGG G.M., SNADER K.M. Natural Products as Sources of New Drugs over the Period 1981-2002. Journal of Natural Products, v.66, p.1022-1037, 2003.
  10. OLLIARO P., NAVARATNAM V. Technical cooperative networks in developing countries for sustainable access to affordable, adapted medicines. Bolletin MSF/DND Working Group, February, 2002
  11. RASKIN I., RIBNICKY D.M., KOMARNYTSKY S., ILIC N., POULEV A., BORISJUK N., BRINKER A., MORENO D.A., RIPOLL C., YAKOBY N., O’NEAL J.M., CORNWELL T., PASTOR I., FRIDLENDER B. Plants and Human Health in the Twenty-first Century. Trends in Biotechnology, v.20, p.522-531, 2002.
  12. ROUHL A.M., WASHINGTON C. Rediscovering Natural Products. Chemical & Engineering News, v.81, p.77-91, 2003.
  13. STEIN, R. L. A new model for drug discovery – meeting our social obligation. Drug Discovery Today, v.8, p.245-248, 2003.
  14. TROUILLIER P., OLLIARO P., TORREELE E., ORBINSKY J., LAING R., FORD N. Drug for neglected diseases: a deficient market and public-health policy failure. The Lancet, v.359, p.2188-2194, 2002.
  15. WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Removing Obstacles to Healthy Development. Report on Infectious Diseases, 1999.
  16. WILLIANSON E.M. Synergy and other interactions in Phytomedicines. Phytomedicine, v.8, p.401-409, 2001

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)