Perfil de Utilização de Fitoterápicos nos Municípios de Volta Redonda e Barra Mansa/RJ

Martinazzo, A P;
Filho, L C C;
Rosa, D A;
Teodoro, C E S;
Tomazelli, , K. K.

Ana Paula Martinazzo

Universidade Federal Fluminense, Escola de Engenharia de Volta Redonda Av. dos Trabalhadores, 420. Vila Santa Cecília, CEP: 27.255-125. Volta Redonda, RJ, Brasil

Graduação, Mestrado e Doutorado em Engenharia Agrícola Professora Departamento de Engenharia de Agronegócios, Universidade Federal Fluminense

Luiz Carlos C Filho

Universidade Federal Fluminense, Escola de Engenharia de Volta Redonda Av. dos Trabalhadores, 420. Vila Santa Cecília, CEP: 27.255-125. Volta Redonda, RJ, Brasil

Débora A Rosa

Universidade Federal Fluminense, Escola de Engenharia de Volta Redonda Av. dos Trabalhadores, 420. Vila Santa Cecília, CEP: 27.255-125. Volta Redonda, RJ, Brasil

Carlos Eduardo S Teodoro

Universidade Federal Fluminense, Escola de Engenharia de Volta Redonda Av. dos Trabalhadores, 420. Vila Santa Cecília, CEP: 27.255-125. Volta Redonda, RJ, Brasil

Kallyanne Karla Tomazelli

Universidade Federal Fluminense, Escola de Engenharia de Volta Redonda Av. dos Trabalhadores, 420. Vila Santa Cecília, CEP: 27.255-125. Volta Redonda, RJ, Brasil


Palavras-chave

Medicinal plants
herbal medicine
alternative medicine
Plantas medicinais
fitoterapia
medicina complementar

Resumo

Os fitoterápicos constituem uma modalidade de terapia complementar diante das necessidades de saúde. Seu uso tem crescido na população de diversos países, inclusive o Brasil, no qual o governo federal estimula a utilização de tratamentos com fitoterapia no sistema único de saúde. Tendo em vista o atual cenário da busca por tratamentos naturais, este estudo objetivou caracterizar a utilização de fitoterápicos nos municípios de Volta Redonda e Barra Mansa/RJ. A expectativa é que as informações levantadas venham a auxiliar ações municipais que visem à implantação da fitoterapia na rede pública de saúde. Observou-se que a maioria dos fitoterápicos comercializados é vendida sob prescrição médica. A aquisição se concentra em monodrogas com ação ansiolítica, estando a Passiflora incarnata L. presente em 14,29% das formulações mais comercializadas. As bulas dos fitoterápicos de maior vendacontêm os dizeres legais regulamentados pela ANVISA. Entre os usuários entrevistados, 70% declararam utilizar fitoterápicos, sendo a maioria do sexo feminino (68%), sem haver um padrão econômico especifico faixa etária entre 19 e 30 anos, com grau de escolaridade superior completo ou incompleto. Destes, 31% utilizam fitoterápicos por prescrição médica ou por automedicação e acreditam que os fitoterápicos não são tóxicos, podem fazer bem a saúde.

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.