Plantas medicinais e fitoterápicos na atenção primária à saúde: contribuição para profissionais prescritores

Alice Beleza Macedo, , J.

Jussara Alice Beleza Macedo


Resumo

A fitoterapia é amplamente difundida no Brasil, tanto sua utilização de modo empírico e tradicional, como com base científica. A Atenção Primária à Saúde é a porta de entrada do sistema de saúde e é o nível de assistência que permite maior interação com os usuários e entre os profissionais.  A Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde incentivam ações relacionadas com as práticas integrativas, principalmente a fitoterapia, tendo em vista o cenário mundial em relação a utilização de plantas medicinais e fitoterápicos, este estudo objetivou, realizar uma revisão bibliográfica integrativa com a finalidade de elencar informações que possam auxiliar os profissionais da atenção básica na prática de trabalho com a fitoterapia. Observou-se neste levantamento que o principal gargalo para o desenvolvimento da fitoterapia no Sistema Único de Saúde é a falta de conhecimento dos profissionais, em contra ponto a este, verificou-se abertura dos profissionais e usuários para utilização da fitoterapia como terapia farmacológica. Outro ponto importante que este estudo permitiu observar foi a existência de legislação norteadora de ações voltadas para a fitoterapia e a possibilidade de atuação da equipe multiprofissional da Atenção Básica na prescrição e orientação sobre o uso das plantas medicinais e fitoterápicos.