Avaliação de extrato de Melaleuca alternifolia (Cheel) na germinação de Brachiaria brizantha

Queiroz, R L;
Pires, V;
Bartelega, A;
Carvalho, J W M;
Serafim, , A.

Roberto Luiz Queiroz

Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Produção Agroecológica e Homeopatia, Varginha, MG, Brasil.

ENG.AGRONOMO, PROFESSOR E PESQUISADOR NA ÁREA DE AGROECOLOGIA ÊNFASE EM PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS UTILIZANDO HOMEOPATIA EM SOLO, ÁGUA E PLANTA. DOUTOR EM HORTICULTURA PELA UNESP

Viviane Pires

Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Produção Agroecológica e Homeopatia, Varginha, MG, Brasil.

Pesquisadora (Iniciação Científica) do grupo de pesquisa Agroecologia e Homeopatia do Centro Universitário do Sul de Minas, UNIS-MG

Aline Bartelega

Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Produção Agroecológica e Homeopatia, Varginha, MG, Brasil.

Pesquisadora (Iniciação Científica) do grupo de pesquisa Agroecologia e Homeopatia do Centro Universitário do Sul de Minas, UNIS-MG

Jonathan Willys Martins Carvalho

Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Produção Agroecológica e Homeopatia, Varginha, MG, Brasil.

 

Pesquisador (Iniciação Científica) do grupo de pesquisa Agroecologia e Homeopatia do Centro Universitário do Sul de Minas, UNIS-MG

Ariane Serafim

Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS), Produção Agroecológica e Homeopatia, Varginha, MG, Brasil.

Pesquisadora (Iniciação Científica) do grupo de pesquisa Agroecologia e Homeopatia do Centro Universitário do Sul de Minas, UNIS-MG


Palavras-chave

Agroecologia. Alelopatia. Herbicida Natural.

Resumo

O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato aquoso da parte aérea fresca de Melaleuca alternifolia (Cheel) sobre a germinação de sementes da Brachiaria brizantha, submetidas a bioensaios de laboratório.  Os extratos aquosos foram testados nas concentrações de: 0% (água destilada - testemunha), 5%, 10%, 15% e 20%, obtidos por meio de diluição em água destilada. Avaliou-se a porcentagem de germinação, índice de velocidade de germinação e o tempo médio de germinação. Todas as características foram submetidas a análise de variância, sendo as médias comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. Verificou-se que, em B. brizantha as concentrações acima de 20% reduziu, significativamente, a porcentagem da germinação e comparativamente a testemunha (0%), houve uma diferença de 36,65% na germinação, Para tempo médio de germinação os efeitos negativos iniciaram-se na concentração de 10%, sendo que com os tratamentos sucessores não diferem estatisticamente entre si.  


Referências

  1. ALEXANDRINO, E.; VAZ, R.G.M.V.; SANTOS, A.C. Características da Brachiaria brizantha cv. Marandu durante o seu estabelecimento submetida a diferentes doses de nitrogênio. UFU. Bioscience Journal, v. 26, n. 6, p. 886-893, Nov./Dec. Uberlândia, 2010. ISSN 1981-3163. [Link].
  2. BOGATEK, R.; ORACZ, K.; GNIAZDOWSKA, A. Ethylene and ABA production in germinating seeds during allelopathy stress. Fourth World Congress on Alleopathy, Australia. 2005. Disponível em: [Link]. Acesso em: 20 fev. 2017.
  3. BRASIL. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Regras para Análise de Sementes. BRASÍLIA: MAPA/ACS, 399P. 2009. ISBN 978-85-99851-70-8. 1.
  4. CARSON, C.F.; HAMMER, K.A.; RILEY, T.V. Melaleuca alternifolia (Tea Tree) Oil: a Review of Antimicrobial and Other Medicinal Properties. Clinical Microbiology Reviews, V. 19, 2006. [CrossRef] [PubMed].
  5. DELLAMATRICE, P.M.; MONTEIRO, R.T.R. Principais aspectos da poluição de rios brasileiros por pesticidas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.18 n.12, Campina Grande. 2014. ISSN 1807-1929. [CrossRef]
  6. FERREIRA, A. G.; BORGHETTI, F. Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre: ARTMED, 323 P. 2004. ISBN: 9798536303832.
  7. HULER, A.; SCHOCK A. A. Avaliação do potencial alelopático de três espécies de Eugenia L. (Myrtaceae) sobre o processo germinativo de Lactuca sativa L. UnilaSalle. Revista de Ciências Ambientais, v.5, p.25-37, Canoas. 2011. ISSN 1981-8858. [CrossRef].
  8. IJANA, A.; BISWAS, S.M. Lactan nonanoic acid, a new substance from Cleome viscosa with allelopathic and antimicrobial properties. Springer. Journal of biosciences, v.36, n.1, p. 27-35, 2011. ISSN: 0973-7138. [CrossRef]
  9. INOUE, M. H.; OLIVEIRA JR., R. S. de; CONSTANTIN, J.; ALONSO, D. G.; SANTANA, D.C. de. Lixiviação e degradação de diuron em dois solos de textura contrastante. UEM-Eduem. Acta Scientiarum Agronomy, v.30, p.631-638, Maringá. 2008. ISSN 1807-8621. [CrossRef].
  10. International Organization for Standardization - ISO/FDIS 4730 - Final draft, International Standard Oil of Melaleuca, terpinen-4-ol type (Tea Tree oil). 2004.
  11. JEFFERSON, L. V.; PENNACHIO, M. Allelopathic effects of foliage extracts from four Chenopodiaceae species on seed germination. Elsevier. Journal of Arid Environmentes, v. 55, n.2, p. 275-285, London. 2005. ISSN: 0140-1963. [CrossRef]
  12. KATO, N. H.; MACIAS, F. A. Mode of action of MBOA on inhibition of plant germination. Symposium Allelopathy de Poland, 2004.
  13. KAUR, S.; SINGH, H. P.; MITTAL, S.; BATISH, D. R.; KOHLI, R. K. Phytotoxic effects of volatile oil from Artemisia scoparia against weeds and its possible use as a bioherbicide. Industrial Crops and Products, v. 32, n. 1, p. 54-61, USA. 2010. ISSN: 0926-6690. [CrossRef].
  14. MONTEIRO, M.H.D.A.; MACEDO, H.W. de; JUNIOR, A. da S.; PAUMGARTTEN, F.J.R. Óleos essenciais terapêuticos obtidos de espécies de Melaleuca L. (Myrtaceae Juss.). Farmanguinhos/Fiocruz. Revista Fitos Eletrônica, [S.l.], v. 8, n. 1, Rio de Janeiro. 2014. ISSN 2446-4775. Disponível em[Link]. Acesso em: 20 fev. 2017.
  15. RICE, E.L. Allelopathy: Second Edition. Orlando: Academic Press, 1984. 422 p. ISBN-13: 978-0125870559.
  16. SINGH, A.; SINGH, D.; SINGH, N.B. Allelochemical stress produced by aqueous leachate of Nicotiana plumbaginifolia VIV. Springer. Plant Growth Regulation, v. 58, p.163-171, 2009. ISSN 1573-5087. [CrossRef].
  17. YAMAGUSHI, M.Q.; GUSMAN, G.S.; VESTENA, S. Efeito alelopático de extratos aquosos de Eucalyptus globules Labill. e de Casearia sylvestris Sw. sobre espécies cultivadas. UEL. Semina: Ciências Agrárias, v. 32, n.4, p. 1361-1374, Londrina, 2011. ISSN 1679-0359. [CrossRef].

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)