Comparison of the effects of aqueous extract of Sida cordifolia L. and 5-fluorouracil in colon carcinogenesis induced by 1,2- dimethylhydrazine on Wistar rats

Cruz, F J F d;
Souza, D F A d;
Anjos, S F d S;
Barbosa, A P F;
Marques, J P d H;
Barros, S M W d;
Santana, A E G;
Moreira, M S A;
Jucá, , M. J.

Filipe Jonas Federico da Cruz

Universidade Federal de Sergipe (UFSE), Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Renorbio, Avenida Marechal Rondon Jardim, s/n, Rosa Elze, São Cristóvão, CEP 49100-000, SE, Brasil.

Médico Geriatra pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (2019-2021). Complementação Especializada em Distúrbios Cognitivos pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2021-2022). Residência em Clínica Médica pelo Real Hospital Português de Pernambuco (2017 - 2019). Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas (2015). Doutorado em Biotecnologia da Saúde pela Universidade Federal de Sergipe (em andamento).No período de formação acadêmica foi bolsista de Inovação Tecnológica pelo CNPQ, membro Fundador e Presidente da Liga Acadêmica Integrada de Neurologia e Psiquiatria e Monitor da disciplina de Biologia Celular e Molecular.

Daniel Ferreira Almeida de Souza

Hospital de Urgência de Sergipe, Avenida Presidente Tancredo Neves, 7501, Capucho, CEP 49095-000, Aracaju, SE, Brasil.

Graduando em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas. Foi monitor da disciplina Anatomia Humana durante o ano de 2012. Foi fundador e é membro da Liga Acadêmica Integrada de Neurologia e Psiquiatria da FAMED/UFAL. É ligante da Liga Acadêmica do Trauma da Uncisal vinculada ao Hospital Geral do Estado (HGE) e ligante da Liga Acadêmica de Anatomia Clínica Aplicada da Uncisal (LACA).

Samila Fernandes dos Santos Anjos

Hospital da Mulher, Avenida Comendador Leão, 1213, Poço, CEP 57025-000, Maceió, AL, Brasil

Ginecologista e Obstetra pela Universidade de Pernambuco- CISAM/PE. Médica formada pela Universidade Federal de Alagoas-UFAL. Farmacêutica- Bioquímica formada pela Universidade Federal de Alagoas-UFAL.

Ana Paula Fernandes Barbosa

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Faculdade de Medicina, Avenida Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins, CEP 5707-290, Maceió, AL, Brasil

Possui graduação em Medicina pela Escola de Ciências Médicas de Alagoas (1990), mestrado em Patologia (Anatomia Patológica) pela Universidade Federal Fluminense (1999) e doutorado em Patologia (Anatomia Patológica) pela Universidade Federal Fluminense (2004). Atualmente é professora adjunto da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), sócio efetiva e diretora-presidente da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer (AAPC) e médica do laboratório de anatomia patológica Núcleo de Prevenção e Diagnóstico do Câncer (NPDC). É professora aposentada da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL)

Juliana Pedrosa de Holanda Marques

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Faculdade de Medicina, Avenida Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins, CEP 5707-290, Maceió, AL, Brasil.

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas (2002), Residência Médica em Patologia (2005) no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes/Alagoas e Mestrado pela Universidade Federal de Pernambuco (2011). Atualmente é docente assistente da Universidade Federal de Alagoas e médica patologista do Núcleo de Prevenção e Diagnóstico do Câncer (NPDC) e da Clínica de Medicina Interna e Condicionamento Físico (MEDICOR).

Svetlana Maria Wanderley de Barros

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, Rua Dr. Jorge de Lima, 113, Trapiche da Barra, CEP 57010-300, Maceió, AL, Brasil

Possui graduação em Medicina Veterinária, tem experiência na área de ciências da saúde com ênfase em animais de laboratório, atuando nos seguintes temas: bioterismo, produção, manejo nutricional, genético e sanitário de animais convencionais de laboratório espécies camundongos, ratos coelhos, trabalhando também com cirurgia experimental endovascular em suínos.

Antonio Euzebio Goulart Santana

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Faculdade de Medicina, Avenida Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins, CEP 5707-290, Maceió, AL, Brasil.

Possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Minas Gerais (1975) e doutorado em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais (1984). Atualmente é professor titular do Centro de Engenharias e Ciências Agrárias - CECA da Universidade Federal de Alagoas, sócio da Interacta Química Ltda. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Síntese Orgânica, Ecologia Química e Química de Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: síntese, aplicação e formulação de feromônios, química de produtos naturais vegetais, realização de bioensaio molucicida, contra Biomphalaria glabrata, larvicidas, contra Aedes aegypti. Foi premiado com a Comenda do Mérito FAPEAL - 20 anos, e Honra ao Mérito - UFAL - 50 anos, recebeu o Premio Roberto Alves de Lima em 2016 pelo Programa de Pós-graduação em Química e Biotecnologia do Instituto de Química e Biotecnologia da UFAL e em 2017 o Prêmio Nacional em Ecologia Química Prof. José Tércio Barbosa Ferreira, pela Sociedade Brasileira de Ecologia Química. Membro titular da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança - CTNBio desde 2020. Orienta alunos de pós-graduação nos programas PPGQB, PPP e RENORBIO

Magna Suzana Alexandre Moreira

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Faculdade de Medicina, Avenida Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins, CEP 5707-290, Maceió, AL, Brasil.

Professora Titular do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Federal de Alagoas do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde- UFAL. Graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (1994), mestrado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos pela Universidade Federal da Paraíba (1997), doutorado em Ciências (Microbiologia e Imunologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001)e Pós-doc em Química Medicinal-UFRJ (2001-2002) e em Imunoparasitologia-IBCCF-UFRJ (2003-2005). Coordenou o Programa de Pós-Graduação e Ciências da Saúde, Chefe representante de setor de farmacologia, coordenado inúmeros projetos Pró-equipamento-CAPES e CT-INFRA (BIOCEN)-FINEP. Credenciada em 3 programas de Pós-graduação nas áreas da Farmácia, da Saúde e na rede RENORBIO. Fundou em 2004 e coordena o Laboratório de Farmacologia e Imunidade-LAFI, onde desenvolve projeto nas áreas de imunofarmacologia, com ênfase em farmacologia de doenças inflamatórias, doenças negligenciadas (Leishmaniose), imunoparasitologia, química medicinal e desenvolvimento de fármacos leishmanicida. Atualmente é Coordenadora de Pesquisa-CPQ na Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da UFAL-PROPEP-UFAL.

Mario Jorge Jucá

Federal University of Alagoas (UFAL), Faculty of Medicine, Avenida Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins, CEP 5707-290, Maceió, AL, Brazil.

Possui Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas (1986), Mestrado em Medicina (Gastroenterologia Cirúrgica) pela Universidade Federal de São Paulo (1991) e Doutorado em Medicina (Gastroenterologia Cirúrgica) pela Universidade Federal de São Paulo (1997). Pós-doutorado em Coloproctologia pel Universidade do Texas em Dallas. Atualmente é Professor Titular da FAMED/UFAL e Coordenador da Disciplina de Coloproctologia da Universidade Federal de Alagoas. Professor Titular de Medicina do Centro Universitário Cesmac.Atualmente é Chefe do Setor de Gestão da Pesquis e da Inovação Tecnológica em Saúde (2020...); Coordenador Geral do Núcle de Educação Permanente do HUPAA-Ufal. Membro Titular do Conselho Estadual de Saúde, onde é membro da Comissão de Educação Permanente; Membro da Comissão Gestora PIBIC-Hupaa-Ufal. Coordenador Técnico da Proposta de Implantação do Centro de Pesquisa Clínica do Hpaa-Ufal.Especialista em Didática do Ensino Superior, Especialista em Gestão acadêmica, Especialista em Ensino na Saúde. Foi Pró-Reitor de Pósgraduação da UFAL (1999 - 2000). Membro Titular do Conselho Superior da FAMED da Universidade Federal de Alagoas como Coordenador de Pós-graduação e Pesquisa da FAMED/UFAL. Coordenou o Curso de Especialização em Gestão Pedagógica PROPEP/FAMED/UFAL. Membro Titular do Colegiado do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde. Professor do Programa de Pós-graduação em Nível de Mestrado em Ciências da Saúde da Disciplina Obrigatória de Metodologia Cientifica (2006-2010). Professor da Disciplina Eletiva do Didática dos Ensino Superior do PPGCS/UFAL (2010), Foi Professor da Disciplina Obrigatória de Metodologia Científica do Programa de Mestrado Profissional em Ensino na Saúde - MPES/UFAL). Coordenou o Internato em Cirurgia do Curso de Medicina da UFAL, Coordenou a Residência em Cirurgia Geral do HUPAA (2006 a 2010). Professor com acompanhamento de Residentes e Internos no HUPAA pelo Departamento de Cirurgia do Curso de Medicina da UFAL,, nas áreas de Cirurgia Geral e Coloproctologia. Presidente da Comissão de Residência Médica do HUPAA. Instalou e Presidiu a Comissão Estadual de Residência Médica. Coordenou pelo Conselho Federal de Medicina/Convênio UFAL para Formação Especializada ( Pós-graduação Lato Senso com carga horária semelhante a Residências Médicas) para Médicos Cabo-Verdianos. Segundo Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional Alagoas e Membro Efetivo da Academia Maceioense Letras. Mestre do Capítulo Alagoas do Colégio Brasileiro de Cirurgia (2012-2014), Presidente do Capítulo Alagoas do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (2017-2019). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Cirurgia Digestiva e Coloproctologica, atuando principalmente nos seguintes temas: Câncer colorretal (experimental,prevenção, rastreamento e Seguimento), Envelhecimento Celular e pacientes idosos.


Resumo

Search for new therapeutic agents and alternative strategies for chemoprevention of colorectal cancer is needed to reduce morbidity and mortality resulting from this disease. This study aimed to compare the effect of aqueous extract of Sida cordifolia L. and 5- fluorouracil (5-FU) on colon carcinogenesis induced by 1,2- dimethylhydrazine (1,2-DMH). The extract reduced the frequency of aberrant crypts to regarding the positive control, but there was no significant difference among the positive control animals, those who received the extract and those receiving standard anticancer drug. Thus, the aqueous extract of Sida cordifolia L. 800 mg/kg showed no statistical impact on carcinogenesis in animal models, but showed a significant anti-inflammatory effect on the colon mucosa.


Referências

  1. World Gastroenterology Organisation, International Digestive Cancer Alliance Practice Guidelines. Colon cancer screening [Internet].2007. 18p [Cited 2015 Ago 12] Available from: [https://www.worldgastroenterology.org/UserFiles/file/guidelines/colorectal-cancer-screening-english-2007.pdf].
  2. Suzuki R, Kohno H, Sugie S, Tanaka T. Sequential observations on the occurrence of preneoplastic and neoplastic lesions in mouse colon treated with azoxymethane and dextran sodium sulfate. Cancer Sci. 2004; 95(9): 721–27. [https://doi.org/10.1111/j.1349-7006.2004.tb03252.x] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15471557/].
  3. Brasil. Instituto Nacional do Câncer. Estimativa dos casos novos [Internet]; 2020 [Cited 01 Apr. 2021]. Available from: [https://www.inca.gov.br/estimativa/estado-capital/brasil].
  4. Brasil. Ministério da Saúde. DATASUS. Sistema de Vigilância em Saúde; Sistema de Informações sobre Mortalidade [Internet]. 2019 [Cited 01 Apr 2021]. Available from: [http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sim/cnv/obt10uf.def].
  5. Labianca R, Nordlinger B, Beretta GD, Brouquet A, Cervantes A. Primary colon cancer: ESMO Clinical Practice Guidelines for diagnosis, adjuvant treatment and follow-up. Ann Oncol. 2010; 21(Suppl 5): 70-7. [https://doi.org/10.1093/annonc/mdq168] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20555107/].
  6. Pattar PV, Jayaraj M. Pharmacognostic and phytochemical investigation of Sida cordifolia L.- a threatened medicinal herb. Int J Pharm Pharm Sci. 2012; 4(1): 114-17. ISSN 0975-1491. [https://innovareacademics.in/journal/ijpps/Vol4Issue1/2882.pdf].
  7. Khurana N, Sharma N, Patil S, Gajbhiye A. Phyto-pharmacological properties of Sida cordifolia: a review of folklore use and pharmacological activities. Asian J Pharm Clin Res. 2016: 9(Suppl. 2): 52-8. ISSN 2455-3891. [https://doi.org/10.22159/ajpcr.2016.v9s2.13698].
  8. Martins CA, Campos ML, Irioda AC, Stremel, DP,Trindade AC, Pontarolo R. Anti-Inflammatory effect of Malva sylvestris, Sida cordifolia, and Pelargonium graveolens is related to inhibition of prostanoid production. Molecules. 2017; 22(1883): 1-15. [https://doi.org/10.3390/molecules2211188] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29099738/].
  9. Jain A, Choubev S, Singour PK, Raiak H, Pawar RS. Sida cordifolia (Linn) – An overview. J Appl Pharma Sci. 2011; 1(2): 23-31. [https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/sea-150743].
  10. Venkatachalam D, Sebastian AC, Anu VB, Mathew C, Leon D, Thomas J et al. Investigation of pharmacognostical and preliminary phytochemical characters of Sida cordifolia. Int J of Res Pharm Pharm Sci. 2019; 4(3): 35-9. ISSN 2455-698X. [https://www.researchgate.net/publication/333675820].
  11. Silva RL, Melo GB, Melo VA, Antoniolli AR, Michellone PRT, Zucoloto S et al. Effect of the aqueous extract of Sida cordifolia on liver regeneration after partial hepatectomy. Acta Cir Bras. 2006; 21(1): 37-9. [https://doi.org/10.1590/S0102-86502006000700009].
  12. Bams APS, Jenny M, Schwaiger W, Bernhard D, Wrulich OA, Fuchs D et al. Apoptosis induced by the Tibetan herbal remedy PADMA 28 in the T-cell- derived lymphocytic leukaemia cell line CEM-C7H2. J Carcinog. 2005; 4:15. [https://doi.org/10.1186/1477-3163-4-15] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16138918/].
  13. Matsui T, Sowa Y, Murata H, Takagi K, Nakanishi R, Aoki S et al. The plant alkaloid cryptolepine induces p21WAF1/CIP1 and cell cycle arrest in a human osteosarcoma cell line. Int J Oncol. 2007; 31(4): 915-22. [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17786325/].
  14. Shwter AN, Abdullah NA, Alshawsh MA, Alsalahi A, Hajrezaei M,Almaqrami AA et al. Chemoprevention of colonic aberrant crypt foci by Gynura procubens in rats. J Ethnopharmacol. 2014; 151(3): 1194-201. [https://doi.org/10.1016/j.jep.2013.12.044] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24393787/].
  15. Ismail M, Ghafar SA, Yazan LS, Tahir PM. Kenaf seed supercritical fluid extract reduces aberrant crypt foci formation in azoxymethane-induced rats. Exp Toxicol Pathol. 2012; 64(3): 247-51. [https://doi.org/10.1016/j.etp.2010.08.016] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20869858/].
  16. Srimuangwong K, Tocharus C, Suksamrarn A, Chintana PY. Effects of hexahydrocurcumin in combination with 5-fluorouracil on dimethylhydrazine-induced colon cancer in rats. World J Gastroenterol. 2012; 18(47): 6951-59. [https://doi.oeg/10.3748/wjg.v18.i47.6951] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23322993/].
  17. Papanikolau A, Wang QS, Papanikolau D, Whiteley HE, Rosenberg DW. Sequential and morphological analyses of aberrant crypt foci formation in mice of differing susceptibility to azoxymethane-induced colon carcinogenesis. Carcinogenesis. 2000; 21(8): 1567-72. [https://doi.org/10.1093/carcin/21.8.1567].
  18. Juca MJ, Bandeira BC, Carvalho DS, Leal AT. Comparative study of 1,2-dimethylhydrazine and azoxymethane on the induction of colorectal cancer in rats. J Coloproctol. 2014; 34(3): 167- 73. [https://doi.org/10.1016/j.jcol.2014.06.003].
  19. Fenoglio-Preiser CM, Noffsinger A. Aberrant crypt foci: a review. Toxicol Pathol. 1999; 27(6): 632- 42. [https://doi.org/10.1177/019262339902700604] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10588543/].
  20. Bird R, Mcllean E. Aberrant Crypts: Potential preneoplastics lesions in the murine colon. Cancer Res. 1988; 48(21): 6187-92. [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3167865/].
  21. Takayama T, Katsuki S, Takahashi Y, Ohi M, Nojiri S, Sakamaki S et al. Aberrant crypt foci of the colon as precursors of adenoma and cancer. NEJM. 1998; 339(18): 1278-84. [https://doi.org/10.1056/NEJM199810293391803] [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9791143/] .
  22. Ghafar SAA, Yazan LS, Tahir PM, Ismail M. Kenaf seed supercritical fluid extract reduces aberrant crypt foci formation in azoxymethane-induced rats. Exp Toxicol Pathol. 2012; 64: 247-51. [https://doi.org/10.1016/j.etp.2010.08.016].
  23. Herfindal ET, Helms RA, Quan DJ. Textbook of therapeutics: drug and disease management. 8th ed. Philadelphia: Lippincot Williams & Wilkins; 2006.
  24. Galal A, Raman V, Khan IA. Sida cordifolia, a traditional herb in modern perspective – a review. Curr Tradit Med. 2015; 1(1): 5-17. [https://doi.org/10.2174/2215083801666141226215639]
  25. Buthkar PM, Suganthi V, Buthkar MV, Kothai R. In vitro antiproliferative activity of ethanolic extract of Sida cordifolia Linn against various cancer cell lines. Al Ameen J Med Sci. 2020; 13(4): 234-41. ISSN 0974-1143. [https://www.cabdirect.org/globalhealth/abstract/20210006604]
  26. Mallikarjuna G, Prabakharan V, Sree LK. Pharmacological activities of Sida cordifolia: a review. IJPT 2013; 4(5): 315-21.
  27. Sutradhar RK, Ahmad M, Bachar SC, Saha A, Guha SK, Rahman AM. Bioactive alkaloid of Sida cordifolia Linn. with analgesic and anti-inflammatory activities. IJPT. 2006; 5 (2): 175-8. [https://www.researchgate.net/publication/43561262].
  28. Franzotti EM, Santos CV, Rodrigues HM, Mourão RH, Andrade MR, Antoniolli AR. Anti-inflammatory, analgesic activity and acute toxicity of Sida cordifolia L. (Malva Branca). J Ethnopharm. 2000; 72(1-2): 273-78. [https://doi.org/10.1016/s0378-8741(00)00205-1][https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10967481/].
  29. Santos MRV, Moreira IJA, Filho JMB, Medeiros IA. Contractile effect of hydroalcoholic extract of Sida cordifolia L. leaves in rat aorta. Scientia Plena. 2013; 9(12): 1-6. [https://www.scientiaplena.org.br/sp/article/view/1585].
  30. Mallikarjuna G, Reddy VJS, Prabakharan V. Evaluation of anticancer activity of Sida cordifolia L. against aflatoxin B1 induced hepatocellular carcinoma. Int J Pharm Sci Rev Res. 2013; 23(2): 126-32. ISSN 0976 – 044X. [https://www.researchgate.net/publication/286221617].

Downloads

Não há dados estatísticos.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.